9 de janeiro de 2006

Tampere, Finlândia


Recebi hoje (exactamente na data anunciada) resposta da II World Curriculum Studies Conference sobre a comunicação que submeti à dita conferência: aceite! YES.

Agora só falta arranjar dinheiro para 285 euros de inscrição, mais um balúrdio em viagem de avião, outro em estadia e outro em alimentação. Não está nada mal... ou está?

Nem de propósito, ontem estive a ver "The Yes Man", filme documentário com algumas cenas passadas em Tampere, num congresso... argh! (porquê "argh!"? tudo se torna claro nas próximas linhas...)


The Yes Man redefiniram o conceito de roubo de identidade para correcção de identidade. Como explicam no seu site , roubar uma identidade é quando
Small-time criminals impersonate honest people in order to steal their money. Targets are ordinary folks whose ID numbers fell into the wrong hands.
Mas no caso de correcção de identidade
Honest people impersonate big-time criminals in order to publicly humiliate them. Targets are leaders and big corporations who put profits ahead of everything else.
O que é que isto tem a ver com doutoramento? Bom, os senhores participaram em vários congressos "corrigindo" a identidade de membros da World Trade Organization, sugerindo coisas tão absurdas como:

- alimentar os países de Terceiro Mundo com hamburgueres que podem, através de um processo de reciclagem, ser consumidos até 10 vezes (imaginem o processo de reciclagem...),

- uma das várias vantagens de ter as fábricas em países sub-desenvolvidos em relação à escravatura hoje em dia é a possibilidade de usar mão-de-obra infantil (a escravatura estaria subordinada às leis de proibição do trabalho infantil),

- o passo a dar para o desenvolvimento económico é a compra de votos para poder controlar as decisões políticas nos vários países, que obviamente bloqueiam as decisões necessárias.

E as audiências de doutorados e pós-doutorados ouviram, engoliram e seguiram o programa social com pessoas com estas ideias...!!!

Os únicos que se insurgiram contra as propostas apresentadas foram estudantes universitários (caso dos hamburgueres), o que levou os Yes Man a comentar:

This is the only negative reaction Andy and Mike have gotten for a lecture. But the strong reaction clearly isn’t because the lecture is any crazier, since the students started reacting from the very beginning: it’s because the audience is smarter. All along, the problem has not been with the lectures, as supposed, but with the audiences themselves.

Years of neoliberal “education” and experience seem to make people stupid.
Em Tampere, foi apresentado este fato para executivos:

que permite controlar os empregados (tem um ecrã na ponta) e manter altos níveis de lazer... vale a pena ler a conferência toda.

O que me vai acontecer em Tampere???

Experienciado por Maria @ 5:22 da tarde


2 Comentarios:

At terça-feira, janeiro 10, 2006 7:05:00 da tarde, Anonymous moika disse...

Também quero ir!!

 
At quarta-feira, janeiro 11, 2006 10:51:00 da tarde, Blogger Maria disse...

Ter companhia era o ideal! 'Bora lá!

 

Enviar um comentário

» Home

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
Minha página

Eu no LinkedIn

your virtual pet!

Noutros sítios:
Fotos no Flickr.com
Projecto NetInfância
Registos do doutoramento
Blogs de PP
A par e passo

Posts daqui:

Powered by Blogger
Design by Beccary

PapaFormigas.com