4 de setembro de 2006

Fol&ar e Tabuaço

Gasto os últimos dias em que posso dizer que estou de férias e tenho que aproveitar! Trabalho = 0

Sábado, passeio até Tabuaço, mais precisamente Granjinha, para visitar S. Pedro das Águias e assistir ao concerto "Sonoridades europeias e islâmicas" integrado nas comemorações dos 250 anos da região demaracada do Douro.

S. Pedro das Águias é extraordinário. Tivemos a sorte imensa de encontrar, no funcionário da estação de serviço de Tabuaço, informação sobre a existência de dois "mosteiros" de S. Pedro das Águias o que nos permitiu ir ao local onde a Princesa Ardínia foi assassinada pelo pai (lenda de Lamego). Não fosse esse feliz encontro e teríamos ficado por um mosteiro, igualmente imponente, mas que surge primeiro e é propriedade privada. Deixo uma foto:


E a sugestão da visita de 360º. Além do local deslumbrante e do deslumbre da lenda, o facto da igreja ter a porta a 2 metros da parede rochosa é motivo suficiente para justificar o interesse.

Jantar em Tabuaço: um brilhante javali e um passeio pelas ruas com casas deslumbrantes.


E depois... uma espera de mais de uma hora pelo concerto! O primeiro grupo, de quem não sabemos o nome, conseguiu que toda a assistência se marimbasse para o que estavam a fazer. Desde conversas, em voz alta, sobre onde iam as crianças presentes dormir, a pessoas a levantarem-se a meio da primeira música e a despedirem-se aos berros de toda a gente, houve de tudo! Só a presença da Iris, bailarina que acompanha o grupo- que- não- apresentou- o- seu- nome, conseguia atrair alguma atenção.


Felizmente, a seguir vieram os fol&ar. Pouquíssima gente a assistir pelas 23h30, mas todos envolvidos, intrigados e deliciados com a sucessão de danças tocadas.

Procurá-los na net resultou na seguinte informação, além do blog onde colocaram o seu calendário de espectáculos.

Os Fol&ar pretendem criar bailes de danças tradicionais europeias íntimos, pelos instrumentos utilizados, e dinâmicos pela dança. O casamento de 2 concertinas, embaixatrizes de muita da cultura popular do continente, com um contrabaixo ritmado arrasta os corpos para um baile onde o tempo perde o sentido. Apresentaram-se várias vezes no teatro ibérico em Lisboa, espaço de excelência para a dança.
Resultam de vários anos de confiança pessoal dos músicos e muitas jams sessions conjuntas ao redor da música. (daqui)

Miguel Gelpi : contrabaixo
Hugo Lopes : banjo e concertina
João Salvado : acordeão, gaita de foles e concertina
Música Tradicional Europeia

Os Fol&Ar, apresentaram-se pela primeira vez no Entrudanças, festival de inverno organizado pela PédeXumbo, em Castro Verde. Desde essa apresentação jé têm tido uma agenda bem preenchida com bailes, animações e concertos. Os Fol&Ar apresentam músicas tradicionais europeias, de Espanha, França, Reino Unido, Alemanha, Itália, Israel e Portugal. Estas músicas transformam-se em dança, em que o público dança valsas, chappelloises, circulos circassianos, bourrées, scottisch, mazurkas e danças portuguesas (vira do minho, mata aranha, pingacho), entre outras. (daqui)

Deixo uma foto e a pena de não ter dançado (para além do que dancei sentada...) mas tínhamos um "local" que não só ocupava todo o espaço disponível nos seus devaneios como interferia com qualquer pessoa que começasse a dançar...

Experienciado por Maria @ 1:33 da manhã


1 Comentarios:

At terça-feira, dezembro 05, 2006 12:48:00 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

Muito boa banda! conheço o Miguel e o Hugo faz muitos anos. Fui ao concerto deles no Teatro Ibérico em meados de Outubro e gostei muito.

 

Enviar um comentário

» Home

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
Minha página

Eu no LinkedIn

your virtual pet!

Noutros sítios:
Fotos no Flickr.com
Projecto NetInfância
Registos do doutoramento
Blogs de PP
A par e passo

Posts daqui:

Powered by Blogger
Design by Beccary

PapaFormigas.com