30 de abril de 2009

recuerdos do fds 1

nota prévia: não faço ideia onde pára o carregador do meu telemóvel (o verbo displace é dos meus preferidos...) pelo que várias fotos e notas escritas durante os 5 dias estão afundadas num aparelhito do qual não consigo sacar nada por enquanto...

aqui ficam ideas soltas escritas no EEE sobre "os meus meninos"

a sofia é agora companheira em congressos e posters e afins. sofre com as dores de supervisora, de aluna de mestrado, sofre com as dores de quem gosta de fazer investigação. mas também se alegra precisamente com as mesmas coisas. é sempre um prazer estar com ela e tenho a felicidade de a encontrar poucas mas algumas vezes.

estive com a Lili, a Diana, a Cláudia e o Rui. foi tão bom vê-los! não me chateia nada a figura de ex-supervisora babada, que é o que sou. foram dos meus alunos preferidos, mas gosto imenso deles como pessoas.

acho-os inteligentes, bons naquilo fazem, críticos, auto-críticos..., divertidos, profissionais envolvidos e empenhados. ao ouvi-los contarem as suas peripécias profissionais só pensava “que imensa sorte me calhou! que estas pessoas sintam que eu tive alguma coisa a ver com isto que descrevem...” (em que isto corresponde à sua prática profissional).

também foi bom ver que as suas distintas personalidades se mantêm: duas delas a descreveram as coisas simples que fazem com as suas crianças e eu a pensar que qualidade! como é que isto para elas é tão simples, tão natural, e para outras pessoas tão dificil?! outros dois com mais dificuldade em exporem-se assim, mas quando abrem um bocadinho de porta percebe-se que tudo corre bem, debaixo do manto de criticas contudentes ao que os rodeia. mas é tb nessa critica que nos apercebemos de que sabem do que falam e o que fazem.

como fui/sou uma supervisora horrivel, sempre incapaz de dizer só que está bem, sempre a subir a parada e a fazer sentir que lá vem bomba (crítica) tive o que mereci: dificuldade em afirmarem com orgulho o que fazem, agora que não precisam de me ouvir.

espero que saibam que os adoro, que me derreto toda a pensar que foram “meus meninos”, tal como eles sentem em relação às suas crianças. que se não os consegui fazer sentir competentes e fortes, foi por incompêtencia minha em expressar tais apreciações com frequência, pois é assim que os vejo.

só é pena viverem todos tão longe... e a estes consegui vê-los! há deles (LOOOL) de que não sei nada, outros de que sei mas que não consigo encontrar forma de nos encontrarmos. espero que no dia 6 de Junho algumas destas distâncias se encurtem!

Experienciado por Maria @ 2:40 da tarde


4 Comentarios:

At quinta-feira, abril 30, 2009 7:36:00 da tarde, Anonymous sofia disse...

Ficamos à espera das fotos... bjo grande

 
At sexta-feira, maio 01, 2009 11:52:00 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

... achas que também me posso sentir um bocadinho tua aluna?! Fazia-me bem ao ego!!!!

 
At sábado, maio 02, 2009 1:45:00 da tarde, Blogger Maria disse...

:) recuerdos fotográficos seguem dentro de momentos!

isso dos egos... se calhar falta-nos a todos quem expresse com mais frequência como nos vê e o que representamos para os egos andarem menos carentes!

beijinhos às duas

 
At domingo, maio 03, 2009 11:58:00 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Tenho orgulho na professora tive e na pessoa que é…
Posso dizer com toda a certeza e convicção que muito do que sei, do que faço e do que acredito se deve à professora MARIA.
Adorei o nosso reencontro e espero que possamos faze-lo mais vezes,
“da próxima nas Caldas da Rainha”

 

Enviar um comentário

» Home

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
Minha página

Eu no LinkedIn

your virtual pet!

Noutros sítios:
Fotos no Flickr.com
Projecto NetInfância
Registos do doutoramento
Blogs de PP
A par e passo

Posts daqui:

Powered by Blogger
Design by Beccary

PapaFormigas.com